22
Mai

5 acessórios que definitivamente serão trends nesse inverno

Em tempos onde um lado defende o resgate do clássico e o outro lado luta pela exacerbação do que é excêntrico camp (como foi o último MET gala), será comum o surgimento de trends um pouco controvérsias. Graças ao Minimalismo vs Maximalismo, cuja ‘’luta’’ parece que nenhum lado perde, as permeiam entre o que há de extravagante e elegante, trazendo duas palavras que definem muito bem essa temporada: polimento e refinação.

Portanto, guarde aquele daddy shoes tipo Balenciaga e dê espaço para o salto Mary Jane, as botas a cima do joelho e ao elegante gatinho. Por outro lado, invista naquela bolsa de ombro no estilo burguês dos anos 70, que pode ser usada transversalmente ou uma mão elegantemente cuidada como na Prada. Sim, coisa de burguês mesmo rs.

Os chapéus, nunca pareceram tão interessantes (amo o drama que carrega) e as estampas de cobra (inúmeras em versões falsa) roubam total o mood animal print e as pérolas ganham espaço e solidez, em brincos, colares e tiaras. Enfim, vamos à lista:

 

1 – BOTAS SUPER PESADAS

O estilo grunge com certeza continuará firme com os dois pés e com ele, surgem as botas pesadas e tratoradas. Com correntes, bolsos e tiras transpassadas, as botas da Prada agregam uma atitude destemida ao look, já Dries Van Noten parecia ansioso para inaugurar as botas de borracha na plataforma. Tudo muito carregado.

 

Dries Van Noten

 

Dior

 

Alexander McQueen

 

Loewe

 

2 – SALTO MARY JANE.

É exatamente esse o sapato que aparece em reação as botas grunge. O refinamento que reina através daqueles acessórios tradicionalmente femininos, ganha foco em desfiles como Dolce & Gabbana, Bottega Veneta, Dior e – meus favoritos – na Miu Miu.

Dolce & Gabbana
Hermes

 

Miu Miu

 

Maison Margiela

 

Paco Rabanne

 

3 – Os mega brincos de pérola 

Dê graças aos filmes ”A Favorita” e ”The Queen Mary of Scots” pela predominância das pérolas nas passarelas. Realmente parece que os designers só conseguiram olhar para estes filmes. Em tempos de mix de um antiquado chic, como sabiamente pontuou Costanza Pascolato à Vogue Brasil, não ia demorar muito para as pérolas extremamente barrocas voltarem a dar as caras e foi em desfiles da Chanel e Dolce & Gabbana que elas ganharam terreno.

Emilia Wickstead

 

Chanel

 

 

4 – OS MAIS VARIADOS TIPOS DE CHAPÉUS

Para e pensa em todos os nomes de chapéu que você possui na sua memória… vai por mim, as passarelas de outono dobraram tudo isso. De baldes à caçadores de veados, fedoras à toucas de natação e gorros. Parece que realmente tem espaço para todo mundo, né?

Dior

 

Nina Ricci

 

Louis Vuitton

 

5 – A bolsa transpassada total anos 70

Hedi Slimane causou polêmica ao entrar na Celine (sim, sem acento) porém, parece que agora ele se encontrou na maison. Revisitando os arquivos da Grife, Hedi nos trouxe um canfona chic, um antiquado que choca e que além de tudo, se mostrou muito interessante, ainda mais pela redenção que trouxe de volta, com força máxima as bolsas com alças compridas da era dos anos 70, assim como usava a burguesia francesa. Com o objetivo de deixar as mãos livres, como pede a praticidade, vamos às melhores opções:

Celine

 

Givenchy

 

Michael Kors

 

E aí, o que acharam do que nos aguarda, hit ou flop? Comenta aí!

Até o próximo…

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários

05
Mai

Chanel apresenta a primeira coleção com Vivienne Viard por trás

Anthony Harvey

 

A falta de Karl Lagerfeld no mundo da moda é indiscutível, porém, analisando a nova coleção Cruise da Chanel, podemos afirmar que Vivienne Viard, que era braço direito do Kaiser, fará um ótimo trabalho por trás da marca.

Não foi coincidência que Vivienne escolheu uma estação de trem para apresentar o show, uma das maiores paixões de Coco. Na verdade é algo bem simbólico e a Maison investiu em uma moda prática e utilitária.

 

A VOLTA DA ALFAIATARIA

Parece que o mundo se cansou um pouco da moda streetstyle e decidiu saudar o passado e olhar novamente para como as antigas casas faziam moda, resultando pela troca da bermuda ciclista que foi hit, por uma bermuda de alfaiataria, clean e fresh como pede uma coleção resort.

 

 

O TWEED DESCOLADO

Não é nenhuma novidade que o tweed é peça obrigatória nas coleções da Chanel. Reinventado inúmeras vezes, dessa vez ele apareceu combinado com jeans, da forma mais jovial e moderna possível. Já os casaquetos foram apresentados da forma mais utilitária possível, com vários bolsos.

 

CORES VIBRANTES E A EXPLOSÃO ROSA

A nova estilista da Chanel recuperou o tom nos maxicasacos e trench coats. As botinhas bicolores de cano baixo agregaram diversão ou classicismo ao look, dependendo da cor. As pochetes continuam com seu espaço no conjunto, porém, dessa vez apareceram bem menores, praticamente como cintinhos que servem para marcar a silhueta. Os casacos de cores vibrantes apareceram combinados com as bermudas de alfaiataria.

 

OS VESTIDOS COM BABADOS DOMINARAM                               

A primeira parte do desfile foi preenchida com cores sóbrias e saturadas, calças largas e os vestidos com maxibabados em tecidos fluidos, representando um romantismo moderno. Alguns laçarotes também apareceram na passarela, como um esperto truque de styling.

 

Comenta aí o que acharam do novo desfile da Chanel, sendo o primeiro coordenado por Vivienne Viard.

Até o próximo…

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários

23
Jan

A Maria Antonieta moderna na Chanel Haute Couture

Getty Images

O dia era de neve na terça feira em Paris (dia que regradamente acontece os desfiles da Chanel na temporada de Alta Costura), mas parece que karl Lagerfeld além de um espetacular designer, agora também prevê a temperatura e, lógico, faz o contrário. Na temporada passada, em meio á chuva, o Kaiser trouxe uma praia para o cenário da Chanel – aqui – dessa vez, em meio a neve espeça, ele nos apresenta uma locação bem tropical com altos pinheiros numa coleção que foi batizada de ”Villa Chanel” longe do clima real que estava em Paris.

O primeiro bloco de looks do desfile é marcado por um mood mais romântico (percebe-se pela trilha sonora) onde os looks a lá francesa vem primeiro. Logo depois a trilha se transforma em algo mais dramático, pesado entrando em uma simbiose perfeita com os looks mais estruturados, em saias bufantes e cortes geométricos.

As peças eram bem alinhadas, com bastante pluma, pedraria, bordados e florais traduzidos em looks volumosos inspirados no século XVIII. Os acessórios conversavam diretamente com os looks, em brincos de brilhantes e sapatos altos tipo Mule.

O truque de Styling mistura, na medida, o clássico e o moderno (despertando aquele desejo que só a Chanel sabe criar, que passa da neta para a avó, da mulher mais clássica até a mais moderna, conversando com todas elas e despertando a sensação de desejo para a famosa mulher Chanel) como em um look branco total drama de saia longa de tule e plumas com uma mini jaqueta de couro estilo motoqueiro.

No final do desfile, a noiva da Chanel aparece de maiô cintilante, com uma espécie de touca capacete que dava sustentação a um longo véu.

Para a surpresa de todos os 600 espectadores, Karl Lagerfeld não saiu para agradecer e sim sua braço direito Virginie Viard, alimentando ainda mais o boato de aposentadoria.

No geral foi um desfile bem completo, em uma estética bem Chanel, onde dessa vez o tweed apareceu reinventado em lã. Como foi bastante comentado em outros desfiles, parece que a estética francesa e a estética italiana estão se misturando (seja no comportamento, no corte, costura etc) e Karl cinematograficamente nos levou a uma clássica vila italiana. Agora, vamos aguardar quais serão os próximos passos de Lagerfeld na Chanel, ou, quem sabe, fora dela.

Até o próximo…

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários

04
Out

Vamos à praia com Chanel…

Dia 2 de outubro, última terça feira, foi um dia cinzento em Paris, parecia que a cidade estava de luto pela perda do ídolo, o cantor Charles Aznavour, assassinado na noite anterior.

No Grand Palais, Karl Lagerfeld trouxe um cenário bem ensolarado criando uma praia paradisíaca com direito a ondas e areia branca. O cenário era uma reprodução fiel das Ilhas Frisias alemãs.

Essa foi uma das coleções mais completas e comerciais desenvolvidas por Karl, ele criou o que conhecemos por ”peças desejo” produtos com criatividade e alto potencial de vendas.

Houve uma quebra de códigos nos antigos arquivos da Chanel, onde o tweed dos tailleurs foram transformados em bases para minissaias e blusões, as correntes das bolsas viraram alças de vestidos. O pretinho básico ganhou tecidos fluidos, e babados, tailleur em tons pastel, bem mais jovem , trazendo versatilidade pro desfie.

As modelos descalças segurando os calçados (da forma mais elegante possível) foi, sem dúvidas, algo que me chamou muita atenção no desfile. Como de se esperar, Kaia Gerber estava com um look maravilhoso (se liga Saint Laurent).

Os acessórios estavam o mais fun possível, uma bolsa bola bicolor, igual a bola de praia mesmo, sabe? a melhor mistura de cultura pop e alta costura que Lagerfeld poderia trazer para as clientes Chanel.

Até o próximo…

XOXO

 




Compartilhe:

0 Comentários

23
Ago

”Boy de Chanel”: A grife lança sua primeira linha de make destinada aos meninos

Já faz bastante tempo que os meninos estão ligados à moda, agora a empresa da beleza também está ganhando muitos adeptos. No Instagram, as contas de meninos que fazem mini tutoriais de maquiagem e coisas do tipo, aumentou gradativamente, e a grife francesa Chanel acaba de lançar sua linha de make especialmente para os meninos.

Inspirada no ex amante de Coco Chanel, Arthur ”Boy” Capel, a marca lança a linha com o tema ”beleza não é uma questão de gênero mas, de estilo”. Composta por três itens que vêm em embalagens azul marinho, os produtos variam entre um Lip Balm matte, com óleo de jojoba, uma base em quatro tons, manteiga de karité e vitaminas antioxidantes (que prometem hidratar por até oito horas) e por fim uma caneta a prova d’agua para as sobrancelhas, tamto para preecher, esfumar e pentear.

Boy de Chanel será lançada em setembro, na Coreia do Sul, e no Brasil está previsto para chegar em Janeiro de 2019




Compartilhe:

0 Comentários

07
Mar

Partiu marte! A coleção interestelar da Chanel

A Chanel apresentou o desfile inverno 2018 hoje, em Paris, no Grand Palais, como de costume. A coleção trouxe os clássicos, como o tweed e as novidades, como as botas de glitter!

Com pegada total anos 60, na beleza da coleção, Gigi desfilou essa estampa clássica da marca, cm faixa na cabeça e cabelo alto para trás. As luvas e sapatos foram todos voltados pro metalizado.

 

O calçado da vez é a bota, de veludo, de couro, acima do joelho, na canela, vermelha (sendo a mais forte) verde musgo, preta ou bege, a bota vai ser muito usada. Na Chanel, ela apareceu um pouco abaixo do joelho, lembrando o clássico sapato chanel com o bico preto, que dá a ilusão de um pé menor, porém, com o tema espacial da coleção, as botas eram preenchidas com glitter.

A fila final da Chanel foi marcada pela decolagem de um foguete, dentro do Grand Palais, deixando claro qual foi a inspiração da coleção, e claro, fechando com chave de ouro!

 

Até o próximo…

XOXO

 




Compartilhe:

0 Comentários

26
Jan

O desfile da Chanel – Dos clássicos aos novos

Que a Chanel é a maior e mais clássica Maison do mundo, não é novidade. Porém, dessa vez Karl Lagerfeld conseguiu provar que ela pode ser clássica,  antemporal e moderna ao mesmo tempo. Trazendo os looks que sempre vemos, e óbvio, as novidades.

Vamos começar pelos clássicos:

 

O casaqueto a la Coco, combinado com a saia de comprimento médio com a mesma estampa é a marca registrada da Chanel. Dessa vez houve o uso de pérolas, porém de forma bem mais sútil e apenas nos sapatos. O que foi destaque dessa coleção de Alta Costura da Chanel foram os cintos que apareceram em todos os looks desfilados.

Desde os looks convencionais, até os looks de festa, todos estavam sendo compostos por cintos.

Falando em looks de festa…

 

O Glamour da Chanel é único e reconhecível, e os looks noite, então carregados desse Glamour. Muito decote profundo, plumas e bordados compõem os looks mais trabalhados, trazendo modernidade e elegância as peças.

Mais uma vez Karl Lagerfeld, a frente de seu tempo, conseguiu trazer um espetáculo no Grand Palais, com uma Chanel moderna, elegante e que agradou a todos, mais uma vez. Que venham as próximas coleções <3

 

Espero que tenham gostado.

Até o próximo…

XOXO

 




Compartilhe:

0 Comentários

09
Mar

O que você precisa saber do inverno 2017 da Chanel

cha-atm-fw16-021-1200x799

A manhã do dia 8 de março em Paris começou com o desfile inverno 2017 da Chanel. Um dos desfiles mais importantes da temporada e talvez o mais aguardado, por vários motivos, como por exemplo a quantidade de fashionista e famosos que compõem, a tão almejada por todos, fila A do desfile. Chanel sempre rende muito, e dessa vez não foi diferente, na verdade, foi até melhor.

Dessa vez Karl não trouxe um supermercado ou aeroporto para o Grand Palais, simplesmente uma decoração clássica, com fileiras de cadeiras, que fez com que todos os convidados fizessem parte de uma Fila A. Aí que foi o acerto de Karl. Ok, mas como assim todos fizeram parte da Fila A? É simples. As cadeiras eram todas enfileiradas e as modelos desfilavam por cada fileira, então todos tiveram o prazer de ver a coleção bem de pertinho. O que despertou um amor ainda maior e mutos cliques dos fashionistas para o Instagram e Snapchat por exemplo! ( Já aproveita e me adiciona lá! Snap: eurodriguesk / Instagram: jurodriguesk).

(foto retirada do site Garotas Estúpidas)
(foto retirada do site Garotas Estúpidas)

Agora falando de moda, está na cara que Karl tentou agradar o público mais jovem da Chanel, sem perder a elegância e classe que a Maison tem. Com toda certeza ele conseguiu.

chanel-apresenta-sua-colecao-de-inverno-na-semana-de-moda-de-paris-1457529341701_615x300

As pérolas vêm sido marca registrada da grife quando se trata de acessórios, e dessa vez os maxcolares de pérolas dominaram a passarela, junto com o chapéu montaria (que era o preferido de Coco Chanel) que teve vários acabamentos e cores.

Chanel Paris - Inverno 2016 foto: FOTOSITE
foto: FOTOSITE

O casaquinho que é must have e trend eterna da grife.

gettyimages-514287452

Fila Final do desfile!

O que acharam? Comenta aí que é muito importante pra mim.

XOXO

 



Tags: chanel Paris PFW

Compartilhe:

0 Comentários

20
Ago

Cara Delevingne diz que não vai mais ser modelo

cara-delevingne2

 

 

Em uma entrevista para o jornal britânico The Times, Cara Delevingne disse que não vai mais trabalhar com moda. O motivo não seria apenas o grande sucesso que ela está tendo nos cinemas e na bilheteria de Cidades de Papel. Porém não é só isso. Ela disse que sua auto estima estava abalada e casos de assédio sexual.

Com 22 anos, Cara é uma das modelos mais famosas e prestigiadas de sua geração, e tem mostrado cada vez mais interesse pelo cinema e diz que é onde ela tem se sentido melhor ultimamente. Cara disse ” Trabalhar como modelo é o oposto do real”

Cara abandonou a agência Storm da qual pertencia desde que tinha 15 anos. Agora a agência de talentos William Morris a representa e diz que pode ser que Cara ainda faça aquelas campanhas irrecusáveis ( como a Chanel)

Cara parece estar bem decidida na escolha e desejamos um futuro brilhante independente da carreira que ela decidir seguir, Give them your best shot!

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários