07
Mar

O cafona chic: A genial inversão da Balenciaga

Mais um PFW terminou, e dessa vez, a Balenciaga que dominou a semana de moda parisiense. Com uma passarela de chão branco, remetendo a neve, numa coleção inspirada em snowboard, outwear e frio extremo, além de uma montanha de 20 metros, toda grafitada… Assim começou o desfile da Balenciaga!

 

Foi a primeira vez, que o estilista Demna Gvasalia, apresentou uma coleção mista, masculino e feminino, além da parceria da marca com a PMA (Programa Mundial de Alimentos) mostrando uma série de peças com o logotipo da organização, e a locação – ao norte de Paris- já era reflexiva por si só, pois os convidados tinham que passar perto da maior área de refugiados da cidade, refugiados assim como o próprio estilista, que teve que sair de Georgia com a sua família, quando criança, por conta da guerra com a Russia.

Os looks, foram, no mínimo, marcantes, vestidos curtos com animal print de zebra e jaquetas com ombros marcados, assim começa a definição de cafona chic da coleção. Além disso, o desfile contou com parkas gigantes, e volume é a palavra chave para essa coleção 

”O gosto, o mal gosto, o gosto burguês” diz Demna, que ao meu ver, ele realmente zomba da moda burguesa, porquê, como eu disse, no título do post, a coleção foi marcada, principalmente, por aspectos cafona, como as fendas bi-laterais, num vestido comprido de zebra. E Demna faz isso com a consciência de que esses cortes e ”tendências” serão copiadas no mundo todo, porém ele é tão genial, que a construção das peças eram impecáveis, como a construção 3D em algumas peças, cujo ele fez o scan no corpo, passou numa impressora 3D, pegou o tecido(tweed, lã) e moldou em cima de uma base foam super leve, e o resultado foi esse da foto a cima.

Outra coisa que me chamou MUITO atenção no desfile, foi o casting: Composto por modelos com verrugas, sem sobrancelha, infelizmente, todos magros, porém, para um desfile em Paris, em uma grife de peso como a Balenciaga, acho que estamos caminhando para o fim da perfeição e do maldito padrão, na moda! Amém, né?

A medida que o desfile foi acontecendo, os looks foram ganhando volume e quantidade; alguns deles chegaram a ser compostos por 5 peças, apenas na parte de cima ( sabe aquele jeitinho brasileiro de colocar uma peça em cima da outra, quando está frio? então, foi exatamente isso)

Sem sombra de dúvidas, as parkas e o uso do xadrez escocês foram  o ápice de um desfile maravilhoso, cheio de conceito por traz do show.

este é meu fav de todos!!!

 

E aí, o que acharam do desfile? Comenta aí!

XOXO

 

 

 

 

 

 




Compartilhe:

0 Comentários

11
Fev

Como os fashionistas enfrentaram o primeiro dia congelante da #NYFW

Aqui no Brasil, nessa época do ano, há lugares que chegam a 40, 42 graus. Em NY, essa época, chega a bater – 20 graus, e é justo nessa época que ocorre a NYFW. Pensando  no quesito conforto, não é fácil você fazer uma combinação legal e não passar frio, então aqui está as composições dos fashionistas que estão comparecendo a semana de moda:

Até o próximo…

XOXO

 




Compartilhe:

0 Comentários