16
Ago

A repaginada do tie-dye. Melhor do que nunca

Sem dúvidas você conhece o tie dye e, numa espécie de DIY, já deve até ter se divertido um pouco com as tintas e cores. O que talvez você ainda não saiba é que ele invadiu as grandes grifes e mais ainda, sua história é bem antiga…

Tudo começou como forma de ato politico. A década era de 1970 e a subcultura hippie, que defendia uma maior inclusão social, luta contra o racismo e comunhão com a natureza, ganhava uma maior proporção, dando vazão a personalidades como Janis Joplin e Jimi Hendrix, cujos se tornaram grandes percursores dessa tendência, que saiu do campo politico e foi parar nas passarelas.

A trend teve seu ápice na década do Woodstock, seu declínio veio nos anos 90 e nessa nova era, seu retorno. Uma repaginada tão sensível e bem trabalhada que acabou invadindo as maiores passarelas das semanas de moda, indo muito além de uma t-shirt customizada.

O conjunto de tie-dye surgiu dominante, ele apareceu em desfiles como Dries Van Noten, Pacco Rabanne e Chloe, seja em cores complementares ou em uma especie de color blocking. Combine as peças com acessórios mais pesados, como os creapers ou coturnos (aquele bem grunge), trazendo um mix de referências e culturas,o que é a cara da sociedade pós moderna. Entre as celebridades hoje adeptas temos Gigi Hadid, Kendall e Kylie Jenner, Paris Jackson, Chiara Ferragni, entre outras.

e eu, hahaha <3

O que mais chama atenção é que, dessa vez, o grafismo não aparece limitado em camisetas, caças, blusas e até ternos estão sendo confeccionados a partir dessa técnica, é só escolher aquela peça que mais combina com sua personalidade ou brincar com os conjuntos.

E aí, o que você acha do tie-dye? Comenta aí!

Até o próximo…

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários