15
Jan

O Terror real da Prada na #MFW

Um pouquinho atrasado, mas com aquela vontade de falar sobre o que vale a pena, começou a Semana de Moda de Milão, cuja, está se tornando minha fav. Hoje vamos falar sobre o desfile da Prada.

Com uma atmosfera de filme de terror (vale lembrar que o desfile teve inspiração em filmes de terror B – para fazer uma alusão aos tempos reais – tendo como principal, a obra Frankenstein – a Prada trouxe um desfile incrível na Fashion Week de Milão. Com pegada política (veremos muito essa abordagem por aqui) como foi dito pela própria Miuccia, em entrevista. O desfile masculino da grife italiana foi redondo em toda sua apresentação.

A ideia de romantismo e força prevalece em looks andróginos (teve feminino desfile também, em homenagem a criadora da obra de terror, visto que ela teve que lançar o livro anonimamente, pois no século 19, mulheres não podiam lançar livros)

Em peças militares (que continuam em alta), utilitárias (com vários bolsos ”fora do lugar”) e um truque de styling fabuloso, a grife questiona a representação da masculinidade (nota-se pela falta de modelos ultra masculinos e viris, na passarela, o que está caindo bastante, fato que se comprova pela mesma falta no desfile da Versace, famosa por modelos ultra esculpidos e desejáveis)

O set tinha luzes de laboratórios e raios estampados em algumas peças, interligados em um coração de tricô que vem no styling também. Com muito preto, trazendo o ”novo vampiro” e cores com personalidade, o que mais chama atenção são os três cintos entrelaçados, o chamado ”monster shoe” e toda a forma que o desfile se apresenta, seja por cardigãs em cima dos paletós, ou por jaquetas por dentro da calça.

Pode-se afirmar que a #MFW começou com pé direito, por toda sensibilidade que já conhecemos por trás da diretora criativa e herdeira da marca. Em meio a tanto caos político que está acontecendo em todo o mundo, a moda, sendo a maior expressão de arte, no tempo pós moderno, não poderia deixar de estar inserida, e fazer, no mínimo, um discurso plausível através de suas apresentações, e logicamente, Miuccia faz isso com maestria.

Até o próximo…

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários

26
Set

#MFW – Moschino verão 2017

Quem pensa em Moschino e não pensa em peças fun? Hoje, essa já é a marca registrada da grife, e no desfile de verão 2017 em Milão, a marca apresentou algo que pode até ser tido como crítico. Depois de batata frita, spray, barbie, urso e etc, chegou a vez dos comprimidos dominarem a passarela! Isso mesmo que você está pensando, Jeremy Scott trouxe remédios em forma de acessórios muito mais do que desejo!

mochino+2017+painkillers+garotos+urbanos

Sem dúvidas, isso é, no mínimo, excêntrico. Muitos falaram que poderia ser uma crítica: A moda como uma doença. Outros, já dizem que é apenas mais uma brincadeira do estilista mais pop da atualidade. Crítica, ou não, sem dúvidas essas bolsas em formatos de cartela de remédio ou de frasco, vão sumir das prateleiras!

E aí, o que vocês acharam da nova coleção da Moschino? Comenta aí! 

 

Até o próximo…

XOXO

 

 




Compartilhe:

0 Comentários