29
Mar

O olhar de Rei Kawakubo e a importância da Comme des Garçons

Aos 76 anos, dona de um pensamento visionário através do intelecto, Rei Kawakubo não é só uma criadora excepcional, com 30 anos de mercado através de sua grife Comme Des Garçons ela segue muito radical, através de sua silhueta quase improvável ela ainda carrega a essência pela qual ficou conhecida: a antimoda.

Dita como ‘’a provável mais importante designer de moda do mundo’’ pelo jornal The Guardian, ela também foi a segunda estilista viva a ganhar uma retrospectiva de sua obra no Metropolitan Museum of Art, há dois anos (homenagem que apenas Yves Saint Laurent teve em vida). Com um olhar sempre surreal das proporções, a japonesa, que raramente dá entrevistas, comentou recentemente a Vogue Inglesa que está cansada, que possui muitos funcionários para ordenar e que se fosse sozinha, já teria parado.

Casada desde 1992 com Adrian Joffe, que é seu porta voz toda vez que ela precisa falar com alguém que não fale japonês, ela cria e molda seu trabalho através de um talento conceitual que resultou em uma marca que hoje vale 220 milhões de dólares.

Foi através dessa técnica surreal, que mistura uma silhueta dos anos 1700 com um xadrez grunge, que essa artista visionária (cuja não gosta de ser chamada assim e já afirmou que moda não é arte) conquistou o título de antimoda nos anos 80, pois nunca seguia a moda da época – ou de época alguma – e fez o que menos queria: revolucionou a nossa forma de olhar para a moda, o corpo, a realidade e o mundo em si, seja pela proporção não usável de seus ‘’vestidos’’ ou pelas criações de peças que não sei se podemos chama-las de roupas.

Rihanna usando criação de Rei Kawakubo no MET 2017

Talvez seja ironia do destino, porém, hoje ela não perde uma temporada de Paris e é sempre um dos desfiles mais comentados da semana. Submetida a um talento que clama mais do que um senso comum, a pequena japonesa, com um gigante cérebro, sempre vestida de preto, Rei Kawakubo fez/faz história à frente de seu tempo e esperamos ansiosos pelo o que ela ainda tem a fazer.

Comenta aí o que você acha de Rei Kawakubo e a Comme des Garçons!

Até o próximo…

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários

21
Set

Savage X Fenty e o melhor final ja visto num desfile

 

Foto: independet.ie

Dia 13 de setembro New York parou para ver e comentar sobre o desfile da Rihanna para sua marca Fenty durante a NYFW. Com uma inclusão sem esforço a dona do hit ”Love on the Brain” apresentou, de fato, um show com uma liberação, libertação e celebração do corpo feminino (através do diversificado casting de modelos) que é gritado ao decorrer do desfile.

A locação que mais parecia uma gigante estufa, ou uma floresta digital (porém com plantas reais) foi o palco para o desfile mais artístico da temporada.

Foto: SavageXFenty

Segundo a Vogue America, Rihanna apresentou algo inclusivo, positivo, e sensualmente livre de rótulos. Elle classificou o desfile como ” diferente de tudo que a industria da moda já viu”

O casting, como citado antes, era o mais atraente possível, contendo uma gama de dançarinos, alguns recém chegados de rua e nomes de peso, como as veteranas Gigi e Bella Hadid e Joan Smalls ( que eu amo, aff!). O objetivo disso tudo era levantar o questionamento sobre o que é sexy, pois não devemos se esquecer de que se trata de um desfile de lingeries, e modelos de todas as idades, tamanhos e condições – digo isso pois algumas delas estavam grávidas- apareceram fenomenais na passarela.

Foto: Getty

Quanto as peças desfiladas, nada muito inovador, porém seguras de que amadas e compradas por diferentes mulheres. As cores variaram entre tons pastel a cores vibrantes como o rosa, o verde limão, azul e amarelo (tudo neon, como pede a maior tendência do momento)

A mistura perfeita de moda, dança, e música se encerra com a fila de meninas de mãos dadas para a entrada de Rihanna no maior estilo ”Bad Gal” possível, deixando a todos fascinados com a apresentação e mais importante ainda: com uma questão social para refletir.

Comenta aí o que acharam do desfile!

XOXO

 




Compartilhe:

0 Comentários

09
Ago

#Trend Alert: camisaria fashion

Desde o NYFW da temporada passada, a camisaria, de várias formas, foi muito vista no street style e nas passarelas também. 

Alguns meses depois, a peça já estava nas vitrines e sendo usada por celebs como Kendall Jenner e Rihanna.

O listrado está vindo com força, e as peças brancas com uma pegada vitoriana e ombro caído estão se sobressaindo como uma das favoritas. A camisaria aparece em looks mais compostos, com um tecido mais importante e também em looks mais casuais, como combinado com macacão jeans e tênis.

E aí, o que vocês acham dessa tendência? Comenta aí

 

Até o próximo…

XOXO 

 




Compartilhe:

1 Comentário

15
Nov

Segunda coleção da Rihanna com Manolo Blahnik

blahnik-rihanna-junior-rodrigues-garotos-urbanos

Para os fãs da Bad Girl Riri, temos uma novidade quentissíma: Mais uma coleção com o estilista de sapatos Manolo Blahnik será lançada. Dessa vez, a coleção será composta por botas de inverno, inspiradas na Timberland. Ao todo foram criados três modelos de botas, batizadas de: Dominique, Fallon e Alexis, e as cores conversam com o próprio figurino da cantora na turnê ANTI, indo do bege ao café

botas-rihanna-manolo blahnik-garotos-urbanos
Foto retirada do aplicativo da Vogue

 

As botas estarão disponíveis no site a partir da semana que vem, porém são limitadas!!!!

rihanna-manolo-blahnik-garotos-urbanos-junior-rodrigues

Até o próximo…

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários

17
Fev

Fatos sobre o Grammy 2016

Ontem em Los Angeles aconteceu uma das minhas premiações favoritas: O Grammy Awards. E como já sabemos é de se esperar que tenha looks que chamam atenção, polêmica e muito bafafá, para a gente comentar…

 

                                                      1 – LADY GAGA HOMENAGEIA DAVID BOWIE

gettyimages-510450682

Nós sempre criamos uma expectativa muito grande quando se trata de Lady Gaga, e ontem ela não decepcionou em nenhum quesito. Ela arrasou desde o RedCarpet até sua homenagem ao camaleão da música, David Bowie. Artista do qual ela mesma já disse que é um de seus maiores influentes e que recentemente ela apresentou uma tatuagem que fez em homenagem ao artista.

gaga-bowie-tattoo-inline-c2b5936f-e956-4f63-8789-33a56c812960

Ela cantou apenas músicas do Bowie ontem à noite, e a cantora também estava concorrendo ao sétimo Grammy, se vencido, com a música Till it happens to you, porém ela não levou o prêmio para casa.

 

                                                                         2 – CADÊ RIHANNA???

 

red-carpet-2015-super-169

Todos ficamos no aguardo, seja para ver o look que ela escolheria para o RedCarpet ou para ver a apresentação de uma de suas músicas do álbum ANTI que foi lançado a pouco tempo. Porém a cantora não compareceu à premiação por conta de problemas de saúde. A diva estava com uma crise de bronquite e seu médico achou melhor que ela não se apresentasse. Riri se redimiu no twitter e está mais do que perdoada!

 

                                                        3 – LOOKS DOMINANTES = ALL BLACK

 

Looks Grammy

 

Preto foi a dominância da noite! Desde esse Versace maravilhoso no corpo esculpido de Alessandra Ambrosio, até esse Givenchy mais que elegante e chique no corpo de Adele.

Demi Lovato e Bella Hadid apostaram no super decote, porém a diva teen, Demi, optou por enfeitar o busto com joais que ficaram maravilhosas com o vestido. Já Bella, preferiu deixar o busto ”nu” e focou nos braceletes e na clutch

 

                                    4 – A NOITE DE TAYLOR x FIGHT WITH KANYE ROUND 228374

Taylor-Swift-Versace-Crop-Top-Skirt-2016-Grammys

Taylor chegou com esse look Versace no tapete vermelho, e eu devo dizer que não foi a melhor escolha que ela poderia ter feito. Já vi Taylor muito mais elegante e séria do que dessa vez, porém foca nesse corpo. INVEJA!

A rainha dos teens não mais só teens, levou alguns prêmios para casa e não poupou de mandar um recadinho indireto para Kanye West, do qual fez questão de falar coisas não tão inteligentes e educadas de serem ditas, ainda mais depois da frequente pedida de desculpas que ele fez à Taylor pelo o que aconteceu em 2009 ( Zzzzzzz). Ele disse exatamente com essas palavras ” Fiz Taylor famosa, ela me deve no mínimo uma transa” Além de totalmente misógino chega a ser nojento e repulsivo você ouvir isso sair da boca de alguém, para falar sobre uma mulher.

Porém Taylor não saiu por baixo dessa história e colocou ele no lugar. E se ele aceita uma dica… Kanye, para que tá feio 

Kanye, cala a boquinha, please!
Kanye, cala a boquinha, please!

 

O que você mais gostou ou menos gostou da noite? Comenta aí

 

XOXO




Compartilhe:

0 Comentários